MINERAÇÃO DE TOPÁZIO IMPERIAL

TOPÁZIO IMPERIAL:

O topázio imperial era a pedra preferida da família imperial russa, dando origem ao nome da gema.
Exaurida completamente naquele país, foi encontrada no Paquistão, mas jazidas sem valor, pois suas pedras apresentavam bastante defeito e uma cor amarelada pálida quase transparente.
Constatou-se então, até os dias de hoje, que o único lugar no mundo onde existe o Topázio Imperial é no Brasil, especificamente no município de Ouro Preto, MG.
O Topázio Imperial é um mineral do sistema ortorrômbico que ocorre na natureza em forma de prismas com estrias longitudinais, densidade entre 3,4 e 3,6 e brilho vítreo.
Com dureza quase igual a do diamante (8 na escala de Mohs), o Topázio Imperial encontrado em Ouro Preto fascina o mundo inteiro pelo seu brilho e pela variedade de cores, com mais de duzentas tonalidades, varia do amarelo ao roxo passando pelo laranja, mel, pêssego, lilás, rosa, bonina e o vermelho sem falar nas maravilhosas pedras bicolores.
Assim como Ouro Preto, o Topázio Imperial também tem sua história, é uma das mais raras gemas e como todo mineral, é exaurível e um dia deixará de existir em sua forma bruta, natural.

JAZIDA:

A nossa fazenda devido a peculiaridades geológicas, possui a maior jazida aluvionar do planeta.
Em conseqüência do despejo de várias jazidas importantes, não se pode estabelecer um padrão de cor, pois lá são encontradas pedras de todas as cores (fotos).
Com uma mineralização extraordinária, um custo de exploração muito baixo e praticamente inexplorada, esta área é diferenciada das demais, sendo única.

EMPREENDIMENTO MINERADOR FORMADO NO ESTADO DE MINAS GERAIS – NA REGIÃO DE OURO PRETO

DIREITO MINERÁRIO:

O processo no DNPM está em fase de portaria de lavra, o PAE – Plano de Aproveitamento Econômico foi apresentado no início de Agosto/2012, última etapa antes da portaria de lavra, já com o Relatório Final de Pesquisa aprovado, com liberação da extração do produto através de guia de utilização e AAF – autorização ambiental de funcionamento. A área requerida é de 50 ha.

DIREITO DA SUPERFÍCIE:

Os sócios da empresa são proprietários da fazenda de 90 ha, onde está localizado o Direito Minerário, imóvel este registrado perante o Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Ouro Preto.

MINERAÇÃO (exploração):

O processo de operação está dentro de uma metodologia de extração simples voltada apenas para pesquisa mineraria e avaliação da jazida, mas funcional e eficiente.
É necessário um baixo investimento no ativo para que o ritmo de produção seja mais industrial elevando assim o volume da extração.

BENFEITORIAS:

A fazenda possui eletricidade da CEMIG e água gratuita fornecida pelo SEMAE – OP. Nela estão construídas duas excelentes casas, um galpão de tamanho médio, uma casa para caseiro, um alojamento para funcionários, canil e um pequeno pomar.
A fazenda é cortada por estradas cascalhadas em condições de uso o ano inteiro.

RESULTADO FINAL DA PESQUISA:

A apuração do teor médio de Topázio, reserva de cascalho mineralizado e o valor médio de comercialização do Topázio, são dados necessários para chegar a uma conclusão do valor do potencial da jazida.
Pode-se afirmar que a geóloga foi extremamente cuidadosa, sempre trabalhando em cima de uma visão pessimista para garantir uma maior segurança no que diz respeito aos dados, possibilitando total tranqüilidade na avaliação da jazida, desta forma, eliminando qualquer utopia em relação à avaliação no potencial real da jazida.

CONCLUSÃO:

Caso haja interesse em avançar e conhecer mais sobre este empreendimento, poderemos apresentar documentos e dados técnicos, em reunião entre as partes.

Para entrar em contato clique aqui